Seja bem vindo ao meu blog!!!!

Aqui expresso com liberdade meu pensamento crítico, opiniões e reflexões diante de coisas que para mim são importantes, como pessoa e como cidadão. Espero ter sempre algo a publicar aqui, além do que tenho para cantar nos CD´s, e que esse algo seja interessante para você também.
Obrigado por sua visita!

Sérgio Lopes
*****

sexta-feira, 27 de maio de 2011

O MICO DO ASSOVIO E A KOMBI DA PAMONHA

Voces já viram pessoas que conseguem assobiar de um jeito esquisito, assim, colocam dois dedos na língua, ou um dedo de cada mão, e fazem alguma coisa com a língua que conseguem assobiar (nesse caso não é assovio, é assobio mesmo)fazendo um som SUPER alto? Eu nunca consegui aprender! É um "recurso" fantástico prá chamar taxi, chamar atenção de alguém, enfim, quase tenho inveja de quem sabe fazer aquilo! Já tentei milhares de vezes mas nunca consegui aprender. Pois bem... paguei um grande mico uma vez por não saber fazer isso!
Não sei se alguém usaria o próprio blog para narrar um próprio mico que pagou, mas, quero registrar o tal mico até para eu mesmo rir de mim em algum momento de "sisudez". Vamos lá! (peraííí... inspireeeei... pronto!! Vou contar!!)
Sou um eterno apaixonado por pamonha de milho verde. Coisa mesmo de nordestino criado na roça! Gosto de tudo que leva milho, mas uma pamonha doce, bem feita, usando apenas o sumo do milho verde ralado! sem água! sem leite! quentinha! hummm IRRESISTÍVEL! Eu cometeria um crime inafiançavel por uma dessas!!!
Pois bem. Estava eu em casa, morando ainda num apartamento de 3º andar no Rio de Janeiro. Estava no banheiro e tinha acabado de passar espuma de barbear no rosto, quando repentinamente ouvi o som maravilhoso da voz de um alto falante na rua:
- Olha o carro da pamonha passando! Olha o carro da pamonha!
Entrei em desespero! Sai do banheiro onde estava completamente sem roupa e fui para a varanda do prédio e comecei a gritar:

- Êêêiiii! Moço!! Aqui!!! Êêêii! Pssssiu!!! Aqui em cimaaaaa!!!

Como não sabia assobiar, fiquei lá me esgoelando mas o rapaz não me ouvia! Eu acenava com os braços! Gesticulava! Batia palmas! E nada!
Tal era meu desespero pela pamonha que tentei ali, na hora, sob a pressão da agonia, aprender a assobiar! Mas só saia um som de sopro: "shhhh! shhh!sssss"!
O assobio bendito não saía de jeito nenhum! Meu coração estava acelerado! Piorou quando o carro da pamonha começou a se distanciar e meu desespero foi aumentando!
Continuei gritando, berrando e nada! Todo o prédio já estava percebendo alguma coisa errada no apartamento 303! Então endoidei de vez: ainda com o creme de barbear no rosto inteiro, vesti um roupão, sem nada mais por baixo, e saí correndo descalço e estabanado escada abaixo pelo prédio, em velocidade máxima! Talvez o moço da kombi me ouvisse quando eu chegasse ao portão e gritasse por ele!

Acontece que enquanto eu descia, o moço da kombi da pamonha entrou em alguma rua que eu não sabia qual. Eram várias ruas pequenas e interligadas. Eu conseguia ouvir a voz do moço ao longe, mas não sabia em que rua estava.
Então dei continuidade à minha loucura: abri o portão do prédio e resolvi SEGUIR A VOZ! Lá fui eu descalço e só de roupão CORRENDO pelas ruas da Vila Kosmos! As pessoas seguramente pensavam que era algum doido que tinha acabo de pular o muro do hospício! Um cara só de roupão, descalço, com a cara cheia de creme de barbear e correndo pelas ruas, de um lado para o outro! O pior é que a cada esquina que eu virava, olhava para direita e esquerda e não via a kombi da pamonha! Mas ouvia a voz do rapaz em algum lugar próximo!
Comecei a perguntar para as pessoas:
"Por favor, o senhor viu onde entrou o carro da pamonha?"
Mas ninguém sabia de nada! Sem falar daqueles que ficavam me olhando sem ação e sem palavras, com medo de dar atenção a um doido ou sei lá o quê imaginavam que eu fosse, naquele estado!
Depois de quase meia hora correndo e pagando mico, finalmente consegui avistar o carro da pamonha!
Ufa! Que alegria a minha! Estava cansado, todo suado, pés sujos, mas finalmente poderia voltar para casa, tomar um banho e preparar um verdadeiro ritual para comer a minha pamonha!

Lá estava a kombi paradinha! Me esperando! O moço da kombi parou de falar porque estava entregando os sacos de pamonha para as pessoas. Então corri mais um pouquinho e cheguei diante dele quase sem voz e sem fôlego. Mal conseguia falar de cansaço. Que correria a minha!

Puxei a nota de 5 reais do bolso do roupão, estendi a mão para ele e falei:

- Puxa, moço! Que dificuldade pra conseguir lhe achar! Eu ouvia a sua voz mas não sabia em que rua você tinha entrado! Fiquei correndo e dando voltas no bairro inteiro seguindo o som da voz do senhor! Estou há quase um quilômetro de casa! Sofri muito mas o que importa é que eu lhe achei! Tá aqui o dinheiro. Por favor, quero três pamonhas!
O moço, fazendo a mesma cara dos outros a quem antes eu havia me dirigido, viu a espuma que ainda sobrou na minha cara, porque o resto estava grudado no roupão, me olhou nos olhos e me respondeu:

- Pamonha?! Aqui não tem nenhuma pamonha amigo! Aqui é a kombi do camarão!!

***
(TUDO ISSO SÓ PORQUE NÃO APRENDI A ASSOBIAR!)



...

32 comentários:

Kawaii disse...

ja sei, quando vieres a Natal agora, mandarei minha esposa fazer umas pamonhas para tí. a receita ja deste. rsrsrsrsr, valeu varão de Deus. parabéns pelo sucesso do seu filho. Dixon - Natal-rn

Moura disse...

Só vc mesmo Sergio Lopes;

pra nos fazer gargalhar com essa bela história da vida real,

rsrsrsrsr! todos nós de uma forma ou de outra passamos por um tipo de mico um dia; foi boa, a paz!

edna disse...

Muito bom, dei muita risada. Igual a voce, sou nordestina e adoro pamonha ou qualquer outra coisa feita de milho, mas diferente de voce sei assoviar muito bem obrigada!

Inezteves disse...

kkkkkk...Que peninha!Lamentável incidente!Não sou nordestina,mas adoro pamonhas e não sei assobiar!

Sérgio Ricardo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK's...
(escrevendo e dando gargalhadas)

Muito engraçado, nem percebi que você é louco por pamonhas (ironia)!

Está chegando as festas juninas e como eu moro em Recife vou comer muita pamonha, só num garanto que eu não vou rir a cada mordida lembrando desse "causo" (já que somos NORDESTINOS).

Como dizemos aqui em Recife: "rsrsrs... que onda!"

lucineia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lucineia disse...

Sergio...

MEU DEUS .....kkkk sei que a tua volta pra casa não foi muito legal kkkkkkkkk. Mas te entendo, sou nordestina tmb e sei o é gostar de pamonha e de minho, amo D+++. Eu acho que nem com assobio este homem não ia escutar rsrs.
Muito engraçado kkkkkkkk

JANE disse...

(jane,recife.) Saudade Sergio de ouvir-lo!venha nos presentear com sua presença aqui em Recife.e quanto ao assobio ; eu sei assobia e ensinei ao meu neto.. kkkkkkkkk,gosto muito de pamonha e canjica. amei esse conto.Nossas vidas são cheias de momentos engraçados...é a beleza da simplicidade.

CANTOR PAULO ROBERTO disse...

Rapaz, eu pensava que voce gostava só de "tapioca bem queimadinha" (kkkkkkkkkkk) daquelas da casa do Sergivan, mas estou vendo também que, as pamonhas estão na sua sua preferência. Gostei da sua história, realmente muito interessante e hilárida a situação vivida.
Sergio, se voce puder dê uma olhada no link: http://www.youtube.com/watch?v=2RuoyQ7vbBk , é um video onde estou interpretando com a banda a sua musica Sonhos. Observe o violonista, é um talento.
Grande abraço.

Leonardo disse...

KkKkKkK... Que resenha em Sérgio! O que a pessoa não faz por uma pamonha.

Allice por Allice disse...

Eu faria a mesma coisa se não tivesse uma deliciosa pamonharia na esquina de casa hum!

Rosemeri Bordignon disse...

Amei.kkkkkkk. Pamonha é você!kkkkk
Como é bom ler uma história da vida real do meu cantor preferido. Isso é pra provar que você é gente como a gente.Quer dizer... um pouco mais maluco do que eu. kkkkkk
Amo você e ainda espero por sua vinda à Santa Catarina.Mais precisamente em Florianópolis.

Elane disse...

kkkkkkkkk.....
Muito engraçado.Sou nordestina e prometo que sempre que eu comer pamonha vou lembrar desse conto real.Nossa!Que loucura.Não sabia que gostava tanto assim de pamonha.Um abraço!!!E olha a pamonha!!!!!!!!

alesangela disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Depois de uma história dessa o que falar né?? só tenho que rir muito...rsrs...entendo bem o seu desespero pela pamonha, é bem coisa de nordestino mesmo (eu tbm sou..rs); acho q eu não sairia desesperada atrás de um carro de pamonha mas talvez faria outra loucura por uma...hehehe

Abraços querido!!

Jonas disse...

q viagemmmmmmmmmmmmmmm kkkkkkkkkkkkkkkk só de raiva eu comprava o camarão kkkkk eu tbm não sabia assoviar assim... mas com muito treino hj eu consigo kk vou tentar descrever como se faz: pegue seus dois dedos, (pode ser o indicador ou o médio...eu prefiro os dedos médios)junte as pontas formando um tipo de triângulo-retângulo, sendo que a parte das unhas fica pra cima rsrsrs depois coloque os dedos embaixo da língua, que deve está levemente dobrada, como se vc quisesse engolir a própria língua, se concentre pra que o ar passe entre os dedos, ou quase isso... e tbm a parte não menos importante.... os lábios... eles devem está levemente dobrado pra dentro, obviamente ... daí sopra e sopra usa o diaframa e fica treinando kkkkkkkk eita confusão kkkk tenta aí e fala pra gente. abraçoooooo.

Maya Zahara disse...

Nossa!que história mais louca!rs
jamais imaginei na minha vida que alguém pudesse cometer tal ato,ou melhor,tais atos por causa de uma pamonha!se fosse um bolo de chocolate ou qq coisa assim até seria compreensivel.Mas uma pamonha!?...

alexsandra disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
GENTE,eu nem acredito nisso,tô me acabando de rir,olha ti confesso que sou apaixonada por farinha,mais não corria tanto feito uma maluca atrás dela...
abraços

Vandinha disse...

olha, se isso não for gostar de pamonha, nada mais será

Hadasa disse...

Gente... vou ter q provar (nunca comí pamonha!)Com certeza tem q ser bom. Tbem adoro tudo de milho. E coco. Amo! Mas delícia mesmo foi ler isso, rsrs. Dei 'gargalhadas soltas'.
(Ígual quando lí O Sapo e a Noite Chuvosa).Adorei...
Bj.

JESUS ESTÁ VOLTANDO!!! OLHE EM VOLTA OS SINAIS disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Muito bom!!!
Chorei de rir!
Agora você vai ficar cheio de tanta pamonha que o pessoal vai querer te dar quando for cantar nas igrejas!
Um abração! Que Deus continue te abençoando.

Amanda disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Ai meu Deus!!!
Sei não viu, KKKKKKK.........
Que micasso Sergio, kkkkkk
Vem pra Recife que esse teu desejo num instante se acaba
aqui tem as melhores pamonhas do nordeste, e agora nessa época junina é que tem mesmo
abraços, fica na paz.

kilma disse...

Dizem que de poeta e louco todo mundo tem um pouco, voce tem muito... do dois!kkkkkkkkk! acho q tô com medo de vc!(Amo seus louvores)

jak disse...

KKKKKKK,INACREDITAVEL,ERA MAIS FACIL CHAMAR MINHA MAE AQUI EM MINAS,ELA ASOBIA TÃO ALTO QUE ATE NOS DEIXA SURDOS,RS,ABRAÇOS MEU POETA!

Angelina Monteiro disse...

Bhá! (estou quase gaucha, há um ano cheguei cá em Pelotas-RS) fiquei com vontade de comer pamonha, com toda sua correria, e a pamonha da minha mãe (na Serra da Mantiqueira, Guaratinguetá-SP), é feita na folha da bananeira, Bhá! preciso de um avião, neste momento.

Bom, em seu caso, fiquei decepcionada com o camarão, me deu vontade de chorar. Imaginei o percurso de volta ao apartamento, o que tanto deve ter lhe passado pela cabeça. Rs. Angelina.

Claudinéia disse...

kkkkkkkkkkk Não há como não rir com essa história!! Obrigada por contá-la!!
Deus continue o abençaondo pelas lindas canções!
Claudinéia
Blog: http://pingofeliz.blogspot.com/

Esther Borges disse...

(Esther- Recife Nordestina dom muito orgulho)kkkk nossa Sérgio realmente vc gosta de pamonha em?foi realmente uma declaração de amor a comida de milho e não um mico.eu faria o memso por um chocolate.kkk.adoro canjica. voçe precisa vim mais veezes aqui em Recife meu irmão, paar degustar de nossas comidas de milho e tambem a macaxeira com carne de sol que sei que voce tambem gosta muito.uma abraço e que o SEnhor te abençoe
OBS:. não é tarde para aprender a asobiar.

Mine disse...

Oiii Sergio Lopesss! Somos kamila e karyne, somos nordestinas também e amamos pamonha, mas vc bateu o recorde! vc é um grande fã! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk nossa rimos demais com sua história! na verdade choramos de rir! Quando vier a nossa cidade, nos avisa, aí compramos um monte para vc! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Kombi do camarão, essa foi ótima!
Beijoooosss!!!

Inezteves disse...

Hoje um carro passou aqui perto comsom"Pamonhas, quentinhas!"
Ainda bem que estava vestida e de bicicleta.Estava num desses sacolões,
comprando fritas,verduras e legumes e saí de bicicleta na chuva, atrás do carrro.
Foram só alguns metros e alcancei o rapaz!Meu mico foi gritar: Eeeeeeeeeeeeeeiii...Peraí moço!
Ele já havia me visto pelo retrovisor...
Que pamonha DELICIOSA...
Ri muito e pensei que perto do meu mico o seu é "Orongotango!"rsrsrs
Sou Japeriense, raízes mineiras e criada em sítio até os 18...
Amo pamonha!!

Irisneide Fernandes disse...

Meu amigo, fiquei cansada só de ler. Além de minha barriga ficar doendo de tanto "rir", nossa essa foi demais. Eu sei o que é saborear uma pamonha nordestina tenho raízes dessa terrinha...Sou parada em tudo que contém milho. Olha, eu também não sei assoviar daquele jeito e morro de vontade de aprender. Mas, não tinha visto um "mico" tão legal que nem esse. Grande abraço irmão é por isso que amo ler seu Blog. Estava distante porque estou me recuperando de uma cirurgia, mas estou de volta. A Paz do Senhor esteja contigo.

Antonio Gledson disse...

Demais!!!
Não me aguentei de tanto ri. Esse é o Sérgio Lopes!
Confesso que nunca acompanhei blog algum, mas este é especial. Já me tornei fã do seu blog.

Um abraço Serjão!!!

Contos de mamãe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Contos de mamãe disse...

Kkkkkkkkkk Adoreiiii